quinta-feira, 1 de junho de 2006

REMINISCÊNCIA Nº 5

Penso-te errado com demais de muito e pouco de algo que te vês clamando por um que da maior parte já se foi enquanto querias até ter um qualquer.)

Sem comentários: