quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

O ELEFANTE EFERVESCENTE


Na selva, havia um elefante dos olhinhos pequenos e da tromba grandona. Ele estava entediado porque não tinha nada o que fazer. Decidiu então assombrar um coelhinho. O Elefante inventou uma história da cabeça dele: disse baixinho ao ouvido do Coelhinho que antes de Junho ele ia morrer, porque o Tigre ia vir e rugir e devorá-lo.

Pois o Coelhinho, sobressaltado, disse à Zebra:

– Ai! Eu vou ficar em casa e, assim que eu ouvir um rosnado, vou saber que o Tigre lá está, mas vou ter tempo de me esconder a salvo.

E a Zebra foi e contou isso à Girafa, e a Girafa ao Macaco, e o Macaco ao Hipopótamo, e o Hipopótamo foi espalhando a história da iminente chegada do Tigre para os outros animais da selva.

Assim, o Elefante ria-se sozinho, entretanto todos na selva ficavam amedrontados e nervosos e corriam pra cima e pra baixo, dia e noite, à procura de abrigo. Mas tudo em vão, porque o Tigre, quando chegou realmente, disse:

– Quem, eu? Eu nunca comeria nenhum de vocês! Prefiro muito mais algo pra mastigar e vocês são todos muito magrinhos.

E comeu o Elefante.

Mark Tindo repassou esta historieta de Syd Barrett.

1 comentário:

mr m. disse...

ninguém comenta, comento eu.

que elefante enxerido, sapeca, serelepe, buliçoso, levado da breca.