quarta-feira, 13 de dezembro de 2006






Talvez até um fantasma fosse companhia suficiente através desta noite de esquissos mal-rascunhados. Talvez um beijo qualquer, sem significado algum, uma paixão indesejada, uma vergonha às escuras, um amor desvalido, quebrado e falido, perdido e quem sabe achado.
Eu não preciso de uma história pra vida toda. Nem calafrios na espinha, nem dor romântica, nem revolver de estômago, nem coração acelerado. Basta-me uma noite só. Quinze minutos de glória.

5 comentários:

mind disse...

pois eh... eh melhr pouco do k nada...
=)

Anónimo disse...

situação minha senhora.

meu oooooooonibus.

/danina

Tagarela disse...

rs... semana passada eu estava assim...
especialmente hj preferiria nenhum tipo de amor... nem o da vida toda... nem o de 15 minutos...
naaaaaada...

Anónimo disse...

aaaaaaah
ahhh
aaaah
corazon espinado!
nannanan nanana nanam!
ah
aaaaaaaaah[
aaaaaaah
como me dói el amor.

Anónimo disse...

piu!
corazon espinado soy yo.