quinta-feira, 4 de janeiro de 2007


Tigre, tigre, a queimar
nas florestas arvorar,
que mão te pôde moldar
simetria tal sem par?

Em que céus longes foi dar
o fogo do teu olhar?
Asa qual foi aspirar
esse que insuflou teu ar?

2 comentários:

Anónimo disse...

=)
bm f-d-s!*s

as velas ardem ate ao fim disse...

Acreditas que não consigo comentar.


"Asa qual foi aspirar
esse que insuflou teu ar?"

Não sei o que diga de poema tão bonito

bjinhos