sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

MAIS UMA MÁSCARA


Descasco mais uma máscara à procura do meu verdadeiro eu que me consignaram, só pra descobrir que há ainda outra por baixo. Olhando pra ela, aprendo cada vez mais quantas partes de mim são somente reflexos do que me circunda, do que me dá contorno, do que, ao me informar quem eu sou, me enforma como eu sou, e do sentido em que vou.

Ainda faço esse sentido? Não sei aonde dá esta estrada e pergunto-me se um viajante que emite tantos reflexos pra todos os lados pode mesmo seguir pra um só. E ainda que fizer, será que tem autoconsciência suficiente pra discernir qual? E se e eu não me compreender primeiro, será que me farei entender? E se não houver quem me entenda, como saber quem sou, e pior, como hei de eu ensinar a alguém qualquer coisa que seja?

E nisso as diretrizes ajudam, por me dizerem exatamente o que fazer, o caminho certo, o jeito adequado, o que dizer nas horas certas. Mas nem tudo na vida vem com manual de instruções ou sequer com identificação e nesses casos mesmo qualquer analogia se torna impossível. Novas luzes sobre razões pra minha aversão a telefones redefinem todo o quadro. Eu soo muito diferente logo ao atender o telefone, porque não sei quem é, e assim não sei quem ser.

E continuo. Vou começando a descascar mais esta máscara, e a possível próxima, e assim até achar o meu centro. Mas e se lá não houver nada? E se não houver eu pra se achar, nem jeito pra se ser? E se não houver caminho nenhum pra seguir?

Mark Tindo, muito confuso.

5 comentários:

mr m. disse...

"eu sou o espelho de tudo o mais"
~ eu mesmo

pessoalmente, não gostei muito deste texto, mas resolvi publicá-lo e deixar o julgamento à vossa discrição.

david santos disse...

Olá, Marc!
Eu sou das pessoas que gosta do seu trabalho. Pois achava que o Marc o devia divulgar mais, porque ele tem valor, de facto. Desculpe eu estar a dizir-lhe isto, mas sou assim.
Bom fim-de-semana.
Obrigado.

mymind disse...

axo k fixest bm em publica-lo =)
bjitus!

Claire disse...

Bem, o que mais seria das pessoas se elas não procurassem?
Dizem que a procura basta, né? Que não há nada a ser encontrado realmente. O caminho é o destino e essas coisas todas.
Bem, de qualquer forma, boa sorte.

Beijinho.

as velas ardem ate ao fim disse...

Tu não tens mascaras...
Depois do que me dissete que impossivel.

bjinhos e muito obrigada.