quinta-feira, 9 de agosto de 2007

PENSAMENTO DUM HOMEM NO MEIO DA RUA Nº 3

Um homem andando no meio da rua, uma rua num mundo estranho, que talvez seja o terceiro mundo, talvez o primeiro que ele conheça, do qual não fala a língua, não tem o dinheiro ― é que é um homem do campo, que se circunda de som, gado, mercado, chuviscos, orfanatos ― olha em volta, no entorno ao seu redor e vê anjos na arquitetura, rodopiando no infinto, e pensa: "amém; aleluia".

1 comentário:

Taminy disse...

se parar de escrever, eu mato!