quarta-feira, 19 de setembro de 2007

DE ASPERIS MORETIS

Às vezes ainda preparo a mesma salada ― aquela receita que nunca pensei que funcionasse, mas é tão boa ― só pra me sentar e comê-la imaginando-te lá comigo, conversando sobre mãos inquietas e olhos inquietos, sobre como os navegadores são sonhadores antes de tudo (e sabe que faltou eu dizer que nem é tão difícil lançar-se no desconhecido.. é só tentar), lá naquele mundo perdido, redescoberto, mundo antigo, tão novo, tão velho. Quando não nos demos as mãos, nem nos olhamos nos olhos, quando fingimos que não ia ser a última vez que nos víamos, acho que fingimos certo. Porque, na verdade, ainda te vejo muitas vezes, sempre que preparo aquela salada e converso a mesma conversa contigo quando tou sozinho e, nos anos que virão, eu hei de viver muitos dias sentado àquela mesa. E sempre que quiseres podes me encontrar lá; podes ir sonhando antes de navegar. Eu fico cá à espera pra te oferecer a salada da próxima vez.

1 comentário:

tresa disse...

tinha molho tártaro.. ;)
que eu nunca tinha provado!

(eu pareço um ratito a comer? Oô )