quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

se já a cada dia é difícil encarar,
não deixes tal transparecer.
mesmo sendo duro ouvi-los falar,
deixa-os dizer,
deixa-os dizer.

e se doer ao mencionarem-me,
diz "não o conheço".
e, se ajudar, ao culparem a mim,
diz "não o vejo".

mesmo se o segredo já está a doer,
mantém-no oculto,
ocluso em ti,
nem saiba alguém de mim.
não deixes
transparecer.

mesmo que saibas que é errado mentir,
diz-lhe que não importa mais.
se queres crer que há por onde seguir,
sabe que lá não me acharás.

e se sorris ao mencionarem-me,
nunca te vão ver.
e se tu ris ao culparem a mim,
nunca te vão ter.

mesmo a saber que não há o que esconder,
mantém-no oculto,
ocluso em ti.
nem saiba alguém de mim.
não deixes
transparecer.

Sem comentários: