sábado, 28 de fevereiro de 2009


“A educação exige das crianças, que serão os homens de amanhã, ter os dois pés sobre a terra. Nada deve portanto vir falsear a concepção que eles devem ter da vida e do mundo. Para tal, não basta poupá-las do abrutamento da educação religiosa: cumpre que, ao virar os olhos ao céu, elas não procurem Deus nem os anjos, mas luas e estrelas. Preservemos as nossas crianças do veneno dos contos de fadas, assim como da absurda e mórbida nostalgia do pequeno príncipe que aspira idiotamente à morte!”

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

COMO ESTAS COISAS SÃO ASSIM

    E, como estas coisas são assim, Catilina,
    continua por onde começaste:
    sai, enfim,
    da cidade;
    as portas estão abertas; parte.
    Leva também contigo
    todos os teus;
    senão, o maior número possível.
    Limpa a cidade.
    Livrar-me-ás de grande medo,
    se uma parede se interpuser
    entre mim e ti.
    Já não podes permanecer aqui
    por mais tempo;
    não suportarei;
    não tolerarei;
    não permitirei.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

 

 

S E D B E N E E V I N C I T I N G L O R I A I N F I N E

sábado, 14 de fevereiro de 2009

— Anestesia — interrompeu ele.
E, talvez adivinhando o que ele não falaria, ela disse:
— Ninguém é tão só que não se sinta só.
E olhou-o fundo no silêncio que o mundo todo fez. E, vertidas dos olhos dele, sangraram um pouco menos lágrimas do que se ele soubesse quantos fios enlaçam as suas vidas — aqueles tão frágeis, estas tão juntas — ambos presos a tesouros, a segredos e a dias como aquele, que se vão tão cedo como deveriam durar.