sábado, 28 de fevereiro de 2009


“A educação exige das crianças, que serão os homens de amanhã, ter os dois pés sobre a terra. Nada deve portanto vir falsear a concepção que eles devem ter da vida e do mundo. Para tal, não basta poupá-las do abrutamento da educação religiosa: cumpre que, ao virar os olhos ao céu, elas não procurem Deus nem os anjos, mas luas e estrelas. Preservemos as nossas crianças do veneno dos contos de fadas, assim como da absurda e mórbida nostalgia do pequeno príncipe que aspira idiotamente à morte!”

Sem comentários: