sábado, 21 de março de 2009


« — E o que mais?
— Eu nunca escrevi por medo que não respondesses.
— O que mudou entre nós?
— Tudo.
— Eu percorri cada rua do inferno nos últimos seis anos.
— Que estranho. Eu não te vi por lá.
— Isso muda algo?
— Nunca me disseste que me amavas.
— O tempo ainda não chegou.
— Ou já, e se foi. »

Sem comentários: