segunda-feira, 29 de junho de 2009

AO LADO DO CAMINHO

gosto de estar ao lado do caminho
fumando fumo enquanto tudo passa
gosto de abrir os olhos e estar vivo
e depois dar as contas à ressaca
enquanto navegar se faz preciso
em barcos que se espraiem dentro ao nada
viver atormentado dos sentidos
creio que esta sim é a parte mais pesada

em tempos nos quais já ninguém se ouve
em tempos onde tudo é contra todos
em tempos egoístas e mesquinhos
em tempos onde sempre estamos a sós

terá que declarar-se incompetente
em todas as matérias de mercado
terá que declarar-se inocente
ou terá que ser abjeto e desalmado

eu já não pertenço mais a nenhum -ismo
considero-me vivo e enterrado
eu dei-te as canções pra tu cantares
a vida a mim levou-me a outros ares
terei que fazer o que é o devido
terei que fazer bem e fazer dano
não esqueças que o perdão é o divino
e errar às vezes sói de ser humano

nunca é bom haver-se de inimigos
que não estão à altura do conflito
que pensam fazerem uma guerra
e só se urinam como menininhos
que rondam por sinistros ministérios
fazendo a paródia do artista
que tudo o que mais brilha neste mundo
somente lhes dá caspa e inveja

eu um menino triste e encantado
de pinkfloyd pernalonga e maravilhas
os livros as canções e os pianos
cinema traições e enigmas
meu pai cervejas sonhos comprimidos
os mistérios o uísque ruim o amor a dor e os cenários
a fome o frio o crime o dinheiro e dez tias
fizeram-me este homem inveterado

se alguma vez me vires pela rua
me dá somente um beijo e não te aflijas
se vês que eu tou pensando em outra coisa
não é nada de mais é que passou uma brisa
a brisa de uma morte apaixonada
que ronda como um anjo assassino
mas não te assustes
depois sempre passa
é só a intuição do meu destino

gosto de estar ao lado do caminho
fumando fumo enquanto tudo passa
gosto de regressar do esquecimento
pra me lembrar de sonhos lá de casa
do puto que sabia jogar bola
do 2234304
ninguém nos prometeu jardim de rosas
falamos do perigo de estar vivos

não vim aqui entreter tua família
enquanto o mundo descai em pedaços
gosto de estar ao lado do caminho
eu gosto é de sentir-te ao meu lado
gosto de estar ao lado do caminho
dormir-te a cada noite entre os meus braços
ao lado do caminho
ao lado do caminho
ao lado do caminho
é bem mais divertido e mais barato
ao lado do caminho
ao lado do caminho

Sem comentários: