terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Pedem-me letras. Mas tudo o que consigo fazer são nuvens. Nuvens de vapor de saudade.

Sem comentários: