sexta-feira, 14 de dezembro de 2012


Ela me enfeitiçou: cabeça corpo e só. A cigana reduziu-me a pó.
Minha bússola perdi, desviei-me do norte. Nesses meandros, arrisquei a morte.
Enebriou-me ela e um erro eu fiz; mas a estroina só o meu ouro quis.
A bruxa me enganou, provou-se vil e má, mas já em breve se imolará.

Sem comentários: