sábado, 26 de janeiro de 2013

É um mundo cão.
É uma luz insensata.
É uma falha ignota.
É mentira que mata.
É um erro imêmore.
É um choro que sai.
É mais nada a dizer.
É a noite que cai.

Sem comentários: